Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



a propósito do que se passa no Uganda

por Paulo Pinto, em 25.02.14

coisas que todos julgámos que pertenciam a um passado já distante, anterior à Declaração dos Direitos Humanos e ao primado do Direito. Repesquei aqui uns excertos da pergunta 89 do livro ("Os Descobrimentos alteraram a visão da homossexualidade, na época?"), onde abordo o tema. Fica para quem quiser: 

 

«A legislação em vigor [em 1628] era, porém, muito clara: “toda a pessoa, de qualquer qualidade que seja, que pecado de sodomia por qualquer maneira cometer, seja queimado e feito por fogo em pó, para que nunca de seu corpo e sepultura possa haver memória”[nota, Ord. Filipinas]. Era um ato de tal modo abominável que todos os bens dos culpados eram confiscados para a coroa e os seus descendentes, considerados infames. As sobrevivências destes tempos de intolerância subsistem, como se sabe, nos nossos dias. (...) Nessa época, era um crime equiparado ao de lesa-majestade. No Brasil de D. João III ou na Ásia dos Filipes, eram frequentemente emitidos e apregoados perdões gerais, medida que se destinava a trazer de volta todos aqueles que, por alguma falta cometida, houvessem sido obrigados a fugir; todos os crimes eram perdoados, com algumas exceções: traição, moeda falsa, assassínio e, inevitavelmente, sodomia. (...) Em 1559, D. Constantino de Bragança, um vice-rei da Índia particularmente intolerante, decidiu fazer uma investigação aprofundada a rumores que corriam pela cidade, de que resultou a prisão e condenação à fogueira de cinco homens, o que causou “muito espanto e terror nesta cidade”; além disso, duas crianças foram colocadas “de bruços em uma trave que estava lançada no chão; os fogueiraram em as nádegas a cada um com três ferros mui acesos e abrasados e os degradaram para o Brasil por dez anos, os quais não queimaram por serem ainda de menor idade”[nota, carta de um missionário].

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D